quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Gente da nossa terra


Aequipa de Infantis B foi presenteada com um almoço nas instalações do clube nopassado dia 28 de Janeiro. O almoço foi oferecido pelo Sr. João Andrade, quequinzenalmente também oferece o pão para os lanches dos atletas.

JoãoAndrade ou simplesmente o malafão, comoé conhecido na aldeia, é uma antiga glória do boxe que conquistou para oconcelho de Sesimbra vários títulos de campeão nacional.

Duranteo almoço, no qual nos fez companhia, contou-nos alguns episódios da suahistória de desportista ao serviço do Grupo Desportivo de Alfarim e de tantosoutros clubes para quem conquistou inúmeros prémios.

Em1989, ao serviço da Sociedade Filarmónica Operária Amorense foi campeãonacional de pesos pesados. Em1991 foi novamente campeão nacional, no mesmo escalão, desta feita pelo GrupoDesportivo de Alfarim e um ano depois (1992) volta a conquistar o título, destafeita pela ACRUTZambujalense. Todos ostítulos alcançados foram na categoria de amador, até completar 35 anos deidade, depois dessa data ainda continuou durante mais 3 anos como profissional,altura em que acabou por desistir.

Osanos de dedicação à modalidade foram anos de grande sacrifício que só o grandeamor pelo desporto justificou, os apoios eram poucos ou quase inexistentes masnas palavras de João Andrade, valeram a pena, foram bons tempos!

Quandolhe perguntei: “O que o motivava quandoentrava no ringue? Havia raiva…?”, respondeu-me, com um olhar nostálgico eum sorriso nos lábios: “Raiva? Não, não havia raiva, só alegria empraticar o desporto que mais gostava!”

JoãoAndrade é hoje mais um anónimo cidadão do concelho de Sesimbra que recorda comsaudosismo o passado; continua a sua luta, agora fora do ringue que o feztantas vezes vencedor, luta hoje num “ringue” maior, um ringue que não é quadrado,que não tem cordas nem qualquer proteção, o ringue da vida…

Joãoé padeiro e é na massa enfarinhada que continua a disferir os seus golpescerteiros, noite após noite.

Estepequeno contributo do Sr. João Andrade mostra-nos a importância das pequenas coisas:o pão, os lanches, os patrocínios, as rifas… todos os contributos vãopreenchendo pouco a pouco as necessidades e do pouco se faz muito.

AoSr. João Andrade e a todos aqueles que continuam a acreditar que vale a penaajudar o próximo, os atletas da equipa de Infantis B, os técnicos, os pais e oClube agradecem, bem hajam!

1 comentário:

sesimbra disse...

Bem haja a este amigo do Clube, todos sabemos das dificuldades por que passam todos os clubes, pessoas assim merecem o reconhecimento de todos nós, pois cada vez é mais dificil conseguirmos apoios mesmo para os nossos meninos no desporto.
Também eu como pessoa ligada ao desporto sei das dificuldades em conseguir patrocínios, mas ainda bem que existem pessoas com boa indole e coração que nos ajudam e proporcionam boas condições para os nossos meninos.
Mais 1 excelente artigo da Anabela.
Beijo
Viva o desporto juvenil
Nuno Vieira